LITURGIA AGOSTO- MES VOCACIONAL

Refletindo sobre o 3º Congresso Vocacional do Brasil

(pode ser lido alguns minutos antes da Celebração Eucarística)

Objetivo geral: Aprofundar o tema do “discípulo missionário” a serviço das vocações em uma Igreja ministerial na construção do Reino de Deus.

Objetivos específicos: a) Celebrar a caminhada do serviço de animação vocacional. b) Aprofundar a teologia das vocações na perspectiva do discipulado e da missionariedade à luz de Aparecida. c) Consolidar a identidade do animador e do serviço de animação vocacional na fonte da Palavra de Deus. d) Oferecer pistas de ação para o serviço de animação vocacional, insistindo particularmente no itinerário e no planejamento vocacional.

Justificativa: Realizar o 3º Congresso Vocacional como expressão da caminhada vocacional da Igreja no Brasil, no processo de continuidade de realização dos congressos, acolhendo as orientações do Sínodo sobre a Palavra de Deus e da Conferência de Aparecida, com seus referenciais para a vida (discipulado) e para o serviço das vocações (missão).

Tema: Discípulos missionários a serviço das vocações.

Lema: “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações”. (cf. Mt 28,19)

ANO C (cor verde) – 01/08/2010

 

18º DOMINGO DO TEMPO COMUM

“Esforçai-vos para alcançar as coisas do alto, onde está escrito” (Cl 3,1b)

 

Vocação aos Ministérios Ordenados

 

Junto à porta principal da igreja preparar um bonito painel lembrando o mês vocacional dando destaque à vocação específica de cada domingo. Próximo ao Ambão, pode-se preparar um arranjo simbólico inspirado no salmo, da flor (erva) que está bela pela manhã e murcha à tarde. A equipe de celebração poderá criar dois arranjos: um com flores vivas e outros com flores murchas, bem como algum objeto símbolo do Ministério Ordenado. Seria bom também, conseguir alguma foto do nosso Seminário Arquidiocesano São José e colocá-la em destaque em meio ao arranjo. Pessoas podem acolher a todos às portas dizendo: “Bem vindo, o Senhor lhe revelará o valor de sua vida!” Antes de iniciar a celebração, cantar de forma orante o refrão: “Eis minha vida. É toda tua Senhor. O meu prazer de viver. Em tuas mãos quero por. E vou contente. Guiado por tua Luz. Já não sou eu a viver. Pois vive em mim Jesus”.

Monição Inicial – Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos a este encontro fraterno em que nos reunimos para celebrar a nossa fé no Cristo Ressuscitado. Neste domingo, por meio de sua Palavra, Deus nos convoca a revermos nossas opções e nos ensina a colocar toda a nossa confiança no Senhor que é refúgio e proteção.O mês de agosto é, na Igreja do Brasil, um tempo dedicado mais particularmente às vocações. Neste primeiro domingo, lembramos os ministérios ordenados: bispos, padres e diáconos. Rezemos de modo especial por aqueles que fazem parte de nossa Arquidiocese. (lembrar o nome do(s) padre(s) de nossa paróquia e fazer a recordação da vida, incluindo o Seminário Arquidiocesano de Mariana). Alegres por todos os sacerdotes que se doam a serviço do Reino e por todos os motivos que nos levam a celebrar a nossa fé e vida, cantemos.

 

Oração da Assembleia

- Senhor, iluminai vossa Santa Igreja para que saiba evangelizar com simplicidade e seja exemplo de desapego aos bens materiais. Nós vos pedimos.

- Senhor, abençoai nossos padres em sua dedicação no serviço ao Reino, fortalecei suas vocações e concedei que, a exemplo de Cristo, se tornem sempre mais servidores da vossa Igreja. Nós vos pedimos.

- Senhor, iluminai os seminaristas de nossa Arquidiocese, encorajando-os em sua caminhada de discernimento do Chamado que o Senhor lhes fez, bem como todos os que se doam para manter e conduzir o Seminário Arquidiocesano São José de nossa Arquidiocese. Nós vos pedimos.

- Senhor, recompensai todos aqueles que contribuem com a Animação Vocacional da nossa arquidiocese, partilhando um pouco do que têm para ajudar na formação dos nossos futuros padres. Nós vos pedimos.

- Senhor, livrai-nos da tentação do apego aos bens materiais e do consumo sem limites para que possamos ser livres e generosos, buscando sempre ajuntar os tesouros que não se perdem na vida eterna. Nós vos pedimos.

Presidente – Rezemos juntos a Oração pelo III Congresso Vocacional do Brasil.

Trindade Santa, Deus da vida e do amor, somos seguidoras e seguidores de Jesus, discípulos missionários a serviço das vocações. Como animadores vocacionais, queremos responder ao mandato de Jesus de “fazer discípulos entre todas as nações”, incentivando a vocação dos cristãos leigos e leigas, à vida consagrada e aos ministérios ordenados construindo uma Igreja corresponsável e ministerial. Buscamos uma Igreja fiel aos sinais dos tempos, samaritana, missionária e libertadora, que responda ao clamor do povo, em suas lutas e esperanças; e que testemunhe a Boa Nova do Reino, com a palavra e com a vida. Que Maria, a Mãe de Jesus, e tantas testemunhas fiéis até o martírio, intercedam a bênção para o 3º Congresso Vocacional do Brasil. Amém.

Apresentação das Oferendas

Junto ao pão e ao vinho, alguns agentes do SAV (Serviço de Animação Vocacional), ou outros membros das pastorais apresentam uma bonita caixa, saindo dela estolas com as palavras: amor, partilha, solidariedade, justiça, compreensão e doação, enquanto se canta.

 

Depois da Oração pós-comunhão levar a assembleia a cantar: “Enviai Senhor santos operários, para a vossa Messe, pois a Messe é grande Senhor e os operários são poucos!”

 

A bênção final pode ser do seguinte modo:

Presidente: – Que Deus Pai derrame sobre vós suas bênçãos e vos faça generosos. Amém.

- Que Jesus vos ensine a serem despojados para vos colocardes a serviço do bem comum. Amém.

- Que o Espírito Santo vos livre de toda ganância, ajudando-vos a serdes justos. Amém.

- Abençoe-vos o Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

A despedida final pode ser a seguinte:

“A vida não consiste na abundância de bens”. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

 

Refletindo sobre o 3º Congresso Vocacional do Brasil

(pode ser lido alguns minutos antes da Celebração Eucarística)

 

Porque um Congresso Vocacional?

Este evento propõe-se a celebrar a caminhada do serviço de animação vocacional, a aprofundar a teologia das vocações na perspectiva do discipulado e da missionariedade, a consolidar a identidade do animador e do serviço de animação vocacional, e a oferecer pistas de ação para o trabalho vocacional. O 3º Congresso, a exemplo dos anteriores, pela sua metodologia organizativa, vai permitir uma participação diversificada e qualificada de animadores e animadoras vocacionais, nas suas diversas fases. O simples fato de estar juntos e se encontrar, de refletir e partilhar as próprias práticas, de celebrar e propor metas e diretrizes, favorecem uma junção nas prioridades e nas ações, nos princípios e valores, garantindo a unidade no caminho e a riqueza das vocações para a vida e a missão da Igreja no mundo. O Congresso é sempre fruto de um processo profundo do serviço de animação vocacional, sua identidade e missão. Os anteriores se abriram para as questões da antropologia e da cultura vocacional, da inculturação e da evangelização, da oração e da espiritualidade, da integração das pastorais, da pedagogia e do planejamento, do itinerário vocacional. Este vai enfocar a temática do discipulado-missionário no serviço das vocações, iluminando todas as questões anteriores já tratadas e apontando os novos desafios a serem

enfrentados. Certamente o uso do método “ver, julgar e agir” poderá colaborar “para que vivamos mais intensamente nossa vocação e missão na Igreja”.

ANO C (cor verde) – 08/08/2010

19º DOMINGO DO TEMPO COMUM

“Ficai preparados! Pois na hora que menos pensais virá o Filho do Homem.” (Lc 12,40)

 

Vocação à vida em Família e Dia dos Pais

 

Preparar o espaço celebrativo levando em consideração o mês vocacional, o dia dos pais e o início da Semana Nacional da Família. Próximo ao Ambão preparar um espaço simbólico contendo pedras, flores, verde e velas acesas, símbolo da vigilância, bem como algum objeto símbolo do Matrimônio. Junto à porta da igreja a equipe acolhe a todos dando as boas-vindas, especialmente aos pais, dizendo: “Bem-vindo e fique sempre atento!”. Envolver a família nos diversos momentos da celebração. Antes de iniciar, entoar suavemente o canto abaixo.

“Um lar onde os pais ainda se amam e os filhos ainda vivem como irmãos, e venha quem vier, encontra abrigo e todos têm direito ao mesmo pão.

Onde todos são por um e um por todos, onde a paz criou raízes e floriu, um lar assim feliz seja o sonho das famílias do Brasil!”

 

Monição Inicial – Irmãos e irmãs sejam todos bem-vindos para celebrar a Páscoa de Jesus Cristo. Neste domingo o Senhor nos convida a sermos vigilantes, preparando-nos para recebê-Lo na sua vinda gloriosa. Hoje iniciamos a Semana Nacional da Família e recordamos particularmente a vocação paterna. Nesta celebração vamos agradecer ao Senhor todo carinho, atenção e a doação dos pais que conduzem seus filhos e filhas no caminho da justiça e da fraternidade. Unidos na fé e na esperança de construirmos um mundo melhor, cantemos.

 

Procissão de entrada: crucifixo ladeado por velas, Lecionário (ou Bíblia), pais ou famílias que irão ajudar na celebração, leitores, ministros e o presidente.

 

Na Liturgia da Palavra, antes da proclamação das Leituras, pode-se cantar o seguinte refrão: “A vossa Palavra, Senhor, é sinal de interesse por nós! Como um pai ao redor de sua mesa, revelando seus planos de amor”.

Onde for possível, uma família se aproxima da Mesa da Palavra, ergue o Lecionário (ou a Bíblia), enquanto se canta. O pai proclama a 1ª leitura, o(a) filho(a) canta o Salmo e a mãe proclama a 2ª leitura.

 

Oração da Assembleia

Presidente: – Ao Pai que conhece as nossas necessidades e nos concede o que pedimos com fé, elevemos as nossas preces, cantando após cada pedido:

Vossa Igreja vos pede, ó Pai! Senhor, nossa prece escutai!

- Pai do Céu, protegei a vossa Santa Igreja em toda a terra e a mantenha sempre vigilante e pronta a servir com amor o vosso rebanho. Nós vos pedimos.

- Pai do Céu, iluminai aqueles que têm muitos bens materiais, para que saibam servir-se de suas riquezas com responsabilidade, não esquecendo dos mais necessitados. Nós vos pedimos.

- Pai do Céu, fortalecei todos os homens aos quais foi concedida a graça da paternidade, para que sejam presença de amor e carinho junto às suas famílias. Nós vos pedimos.

 

Apresentação das Oferendas

Uma família entra trazendo, junto ao Pão e ao Vinho, um grande coração com os dizeres: “Onde estiver o vosso tesouro, ai está também o vosso coração”. Um grupo de pais trazem desenhos de corações menores, com palavras bem legíveis. Exemplo: oração, partilha, fé, amor, diálogo, respeito, caridade, perdão, fidelidade, humildade, etc. e depositam num espaço previamente preparado junto ao Ambão.

Depois da Oração pós-comunhão levar a assembleia a cantar: “Enviai Senhor santos operários, para a vossa Messe, pois a Messe é grande Senhor e os operários são poucos!”

Onde for possível, e, de acordo com o tempo, crianças ou adolescentes com boa leitura, proclamam em forma de jogral a mensagem abaixo:

Pedidos de um filho a seu pai

- Pai, não me dê tudo o que peço.

- Pai, não me dê só ordens: peça para eu fazer e farei com mais alegria.

- Pai, cumpra suas promessas: se promete um prêmio, quero o prêmio, se promete castigo, dê o castigo merecido.

- Pai, não me corrija na frente dos outros: ensine-me quando estivermos sozinhos. – Pai, indique o bom caminho e deixe-me caminhar: se você fizer tudo, eu jamais aprenderei.

- Pai, não minta nem peça para eu mentir, sequer para sair de alguma enrascada. Se errar, assuma. Eu vou estimá-lo e aprender a segui-lo.

- Pai , trate-me com amabilidade, como faz com meus amigos. Nós somos os melhores amigos.

- Pai, não me peça para fazer o que você não faz.

- Pai, ensine-me a conhecer e amar a Deus. Mas conheça-o e ame-o antes para que aprenda com suas palavras e ações.

- Pai, quando eu precisar de lhe contar algum problema meu, não diga “não tenho tempo”!

- Pai, compreenda-me, ajude-me, ame-me… e diga que me ama. Vou gostar de ouvir.

 

A bênção final pode ser do seguinte modo:

Presidente – Deus, Pai da família humana, guarde e faça prosperar o lar de todos vós. Amém.

- O Senhor Jesus, que viveu na família de Nazaré, faça de vossas casas um lugar de aconchego, respeito, diálogo e harmonia cristã. Amém.

- O Espírito Santo, que ilumina, anima e unifica, transforme vossas Igrejas e comunidades em verdadeiras famílias, abertas, acolhedoras e dedicadas aos mais necessitados. Amém.

- Desça sobre todos vós a bênção do Deus-Amor: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém!

A despedida final pode ser a seguinte:

“Não tenhais medo, pois foi do agrado do Pai dar a vós o Reino. Vigiai sempre”. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

ANO C (cor branca ou dourada) – 15/08/2010

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

Anunciar com Maria as maravilhas de Deus

 

Vocação à vida Religiosa Consagrada

Junto à porta principal da igreja preparar um bonito painel lembrando o mês vocacional, dando destaque à vocação específica de cada domingo, incluindo uma estampa de Maria, ornamentada com beleza e simplicidade, com o tema da celebração. O espaço simbólico poderá ser preparado no presbitério, próximo ao altar (a seu lado), com uma imagem de Nossa Senhora (caso já haja alguma no presbitério, pode-se usá-la, ou, se há dificuldade de locomovê-la, pode-se fazer o arranjo no lugar onde ela está) e um arranjo de flores que se elevam do chão até os pés da imagem, para demonstrar que com Maria nos elevamos ao céu. Pessoas podem estar às portas da igreja acolhendo quem chega dizendo o seguinte: “Bem vindo(a) à festa da Assunção!”.Antes de iniciar, entoar o refrão abaixo: “Vocação é sem medo dizer sempre sim. É gritar que o Amor não tem fim. Sendo fiel à sua Missão. Vocação é deixar tudo, tudo e partir. É tomar sua Cruz e seguir, na Paz infinita do Cristo Jesus!”

 

Monição Inicial - Amados irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos. Reunidos neste momento privilegiado de contemplação do mistério de Deus presente em nossa vida e das pessoas que compartilham conosco a mesma fé, celebramos com alegria a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, reconhecendo a importância que Maria teve no plano de Deus e na história de nossa salvação. Celebrando o encerramento da Semana da Família, lembremos, de modo especial, das vocações religiosas, dos irmãos e irmãs consagrados, que doam suas vidas a serviço do Reino testemunhando Jesus Cristo como discípulos missionários. Com o coração em festa, cantemos.

Após a Procissão de entrada e a Saudação Inicial feita pelo Presidente, pode-se realizar uma entrada com a imagem de Maria a Mãe do Senhor.

 

Pode-se ler - Maria é mãe que acolhe e protege o Redentor e continua no céu a missão de ser nossa protetora e nossa intercessora. Acolhamos com amor e devoção a imagem da Mãe de Jesus e da Igreja.

(Durante o canto várias crianças com vestes brancas e com flores nas mãos formam um corredor e

uma família entra com a imagem, colocando-a em lugar previamente preparado).

Pode-se cantar o seguinte:

1. Maria concebida, sem culpa original, trouxeste a luz da vida na noite de Natal. Tu foste imaculada na tua conceição, ó mãe predestinada da nova criação.

Maria da Assunção, escuta a nossa voz e pede proteção a cada um de nós. (bis)

2. Maria, mãe querida, sinal do eterno amor. No ventre deste a vida e corpo ao Salvador. Ao céu foste elevada por anjos do Senhor, na glória coroada, coberta de esplendor.

Na Liturgia da Palavra, antes da proclamação das leituras pode-se cantar: “És Maria a Virgem que sabe ouvir. E acolher com fé a Santa Palavra de Deus. Dizes “sim” e logo te tornas Mãe; Dás à luz depois o Cristo que vem nos remir. Virgem que sabe ouvir. O que o Senhor te diz! Crendo geraste Quem te criou! Ó Maria, tu és feliz”.

No Evangelho Os versículos 46 a 55 podem ser cantados por uma mulher.

Oração da Assembleia:

- Tirai de nosso meio as ameaças de morte provocadas pela maldade, e ajudai-nos a gerar vida divina na sociedade. Vos pedimos:

Nossa Senhora da Assunção, rogai conosco ao Pai!

- Acolhei, Deus de bondade, nossa Igreja como esposa fiel e concedei aos vossos filhos e filhas a alegria de um dia participar da felicidade eterna. Vos pedimos:

- Vós que sois a fonte da vida, não nos deixeis desanimar no empenho de gestar vossa vida divina entre nós para o bem do mundo inteiro. Vos pedimos:

- A exemplo de Maria, vossa filha predileta, abri nossos olhos para ver as necessidades de nossos irmãos e irmãs e ir ao encontro deles pelo serviço fraterno. Vos pedimos:

- Hoje, confiamos a vós os religiosos e os consagrados, para que através de seu testemunho de vida sejam promotores do Evangelho em nosso mundo. Vos pedimos:

 

Apresentação das Oferendas

Membros do SAV, da Pastoral Familiar, ECC e outros grupos que trabalham com as famílias, ou mesmo religiosos(as) podem oferecer, junto do Pão e do Vinho, algo simbolizando o que aconteceu na Semana da Família.

Depois da Oração pós-comunhão levar a assembleia a cantar: “Enviai Senhor santos operários, para a vossa Messe, pois a Messe é grande Senhor e os operários são poucos!”

 

Onde houver religiosos(as), pode-se fazer uma breve homenagem.

 

A bênção final pode ser do seguinte modo:

Presidente: O Deus de bondade, que pelo Filho da Virgem Maria, quis salvar a todos, vos enriqueça com sua bênção. Amém.

- Seja-vos dado sentir sempre e por toda a parte a proteção da Virgem, por quem recebemos o autor da vida. Amém.

- E vós, que vos reunistes hoje para celebrar sua solenidade, possamos colher a alegria espiritual e o prêmio eterno. Amém.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

A despedida final pode ser a seguinte: “Vivam gerando vida divina em vossas vidas humanas”. Ide em paz, o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

 

Refletindo sobre a Vocação aos Ministérios Leigos

(pode ser lido alguns minutos antes da Celebração Eucarística)

O carisma da vocação leiga ocupa um lugar central na Igreja, define a Igreja para o mundo. Outras vocações não têm essa centralidade. Através desse carisma a Igreja se faz presente no mundo. O mundo e não a Igreja é a meta dos caminhos de Deus. A Igreja precisa se abrir para o mundo, por isso precisa de leigos. Eles têm a missão de fazer com que o mundo entre em comunhão com mistério que a Igreja representa (Reino de Deus). A vocação leiga tem sua origem nos sacramentos do Batismo e da Crisma. O fiel cristão leigo tem o papel de libertar o mundo dos falsos ídolos e de todas as prisões que oprimem e destroem a pessoa humana. Os leigos são fermento na massa, sal e luz do mundo. Além de constituir família, a grande missão da maioria dos leigos, sabemos que eles têm um importante papel na transformação da sociedade. Vejamos algumas de suas principais características: estar inserido no meio da sociedade como luz que ilumina os difíceis caminhos. Colocar em prática as possibilidades cristãs escondidas no meio do mundo. Valorizar os sinais do Reino presente de maneira latente no meio da sociedade e combater as tantas forças do anti-reino, ou seja, forças que promovem a injustiça e a morte. Ser sinais visíveis de Jesus Cristo na família, no trabalho, na política, na economia, na educação, na saúde pública, nos meios de comunicação social, nos órgãos públicos, nos esportes, no serviço liberal e em tantos outros espaços no meio da sociedade. Praticar a sua fé e seu amor a Deus em todos os lugares e em quaisquer necessidades. Participar com fidelidade e criatividade na construção de um mundo novo. Os cristãos leigos vivem o Evangelho que lêem, que rezam e que celebram, não apenas entre paredes de uma Igreja, mas em todos os lugares. São aqueles que fazem do seu trabalho a liturgia diária e prolongam a Missa Dominical em todos os dias da semana.

ANO C (cor verde) – 22/08/2010

21° DOMINGO DO TEMPO COMUM

A Salvação é proposta para todos!

Vocação aos Ministérios Leigos

Preparar o espaço celebrativo levando em consideração o mês vocacional, neste dia, a vocação leiga. Considerando Jesus como porta, sugerimos um arranjo que destaque uma estampa de Jesus colocada acima de dois patamares (pedras, tijolos, ou madeira), com velas acesas. Simboliza o caminho para se passar pela porta estreita (Jesus) e as velas, a luz do Evangelho que ilumina esta estrada. As flores amarelas com o ramo verde simbolizam a esperança e a alegria de caminhar nos caminhos de Jesus. Junto às portas da igreja acolher quem chega dizendo: “Vamos passar pela porta! Seja bem-vindo”.  Antes de iniciar, entoar o refrão meditativo, suavemente: “Aquele que vos chamou. Aquele que vos chamou. É fiel! É fiel! Fiel é aquele que vos chamou!”

Monição inicial: Caríssimos irmãos e irmãs, paz e bem a todos vocês que vieram participar conosco da celebração do Mistério Pascal, neste dia em que trazemos presente a vocação leiga na Igreja. Jesus, na liturgia de hoje nos alerta que o Reino é para todos, mas a porta é estreita. Todos são convidados, não há restrições, mas a radicalidade do caminho do discipulado permanece. Sem levar a sério a proposta, poderemos ser excluídos do grupo de Jesus. Peçamos ao Senhor da vida neste encontro que nos ajude a assumirmos com amor, alegria e responsabilidade nossa vocação leiga de discípulos missionários no ambiente em que vivemos. Jubilosos, cantemos.

Procissão de entrada como de costume. Convidar o Conselho Paroquial de Pastoral para participar.

Oração da Assembleia

- Deus de amor, despertai mais vocações leigas em vossa Igreja, para que vosso projeto de vida seja

anunciado a todos os irmãos(as), a fim de que tenhamos uma sociedade mais justa e fraterna. Nós

vos pedimos.

- Deus de amor, abri nosso coração aos vossos ensinamentos para que, mesmo sendo difícil,

optemos em passar pela porta estreita, pois sabemos que encontraremos a plenitude da vida. Nós

vos pedimos.

 

Presidente – Rezemos juntos a Oração do 3º Congresso Vocacional do Brasil.

Trindade Santa, Deus da vida e do amor, somos seguidoras e seguidores de Jesus, discípulos missionários a serviço das vocações. Como animadores vocacionais, queremos responder ao mandato de Jesus de “fazer discípulos entre todas as nações”, incentivando a vocação dos cristãos leigos e leigas, à vida consagrada e aos ministérios ordenados construindo uma Igreja corresponsável e ministerial. Buscamos uma Igreja fiel aos sinais dos tempos, samaritana, missionária e libertadora, que responda ao clamor do povo, em suas lutas e esperanças; e que testemunhe a Boa Nova do Reino, com a palavra e com a vida. Que Maria, a mãe de Jesus, e tantas testemunhas fiéis até o martírio, intercedam a bênção para o 3º Congresso Vocacional do Brasil. Amém.

Apresentação das Oferendas

A equipe prepara com antecedência e oferece, junto ao Pão e ao Vinho, o que a paróquia e a comunidade estão realizando de acordo com Projeto Arquidiocesano de Evangelização conforme os eixos: discípulos missionários, opção preferencial pelos pobres, formação permanente, educação e cultura, família e juventude, contexto urbano, meio rural, ecologia, comunicação e estruturas da Igreja, enquanto se canta.

 

Depois da Oração pós-comunhão levar a assembleia a cantar: “Enviai Senhor santos operários, para a vossa Messe, pois a Messe é grande Senhor e os operários são poucos!”

A bênção final pode ser do seguinte modo:

Presidente – Que o Deus de toda consolação disponha na sua paz os vossos dias e vos conceda as suas bênçãos. Amém.

- Sempre vos liberte de todos os perigos e confirmem os vossos corações em seu amor. Amém.

- E assim, ricos em esperança, fé e caridade, possais viver praticando o bem e chegar felizes à vida eterna. Amém.

- A bênção do Deus da vida, Pai, Filho e Espírito Santo, desça sobre vós e permaneça para sempre. Amém.

A despedida final pode ser a seguinte:

“Esforçai-vos e caminhai na estrada de Jesus para passardes pela porta estreita da salvação eterna”.

Ide em paz, o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

 

ANO C (cor verde) – 29/08/2010

22° DOMINGO DO TEMPO COMUM

 

Sejamos humildes e encontraremos graça diante do Senhor!

 

Dia Nacional do(a) Catequista

Preparar o espaço celebrativo levando em consideração o mês vocacional, o dia do catequista. Dar destaque ao Ambão, Mesa de onde o Senhor nos fala, colocando a seus pés flores e símbolos da caminhada catequese, como o Plano Arquidiocesano, tudo isso sem invadi-lo nem escondê-lo. Junto à porta da igreja a equipe acolhe a todos dando as boas-vindas, especialmente aos catequistas, dizendo: “Bem vindo! Venha para perto da mesa!”. Envolver os catequistas nos diversos momentos da celebração. Antes de iniciar, entoar bem devagar o refrão: “Catequese, catequese é o caminho. Que o discípulo conduz para a Missão. Catequistas a serviço da Palavra, construamos a Igreja em comunhão” (n. 2 do CD: “Catequese, caminho para o Discipulado”)

Monição Inicial – Irmãos e irmãs, sintam-se bem-vindos para celebrarmos a Páscoa de Cristo na páscoa da gente e a páscoa da gente na Páscoa de Cristo. Concluindo o Mês Vocacional, escutamos a Boa Nova da mensagem de Jesus que nos convida a abandonar qualquer atitude que nos leve a procurar o “primeiro lugar”. Toda vocação começa com um chamado ao amor e ao serviço. Só serve bem quem é humilde. Neste Dia do(a) Catequista, queremos lembrar tantos homens e mulheres que desempenham este importantíssimo ministério em nossas comunidades. Acolhendo o convite para seguirmos o caminho da humanidade e participarmos do melhor lugar na festa de Deus, cantemos alegremente.

 

Procissão de entrada: (Círio Pascal, água, catequistas e catequizandos. Outros símbolos da realidade local)

Pode haver uma Procissão com a Palavra sendo esta trazida por Catequistas, uma vez que estão a serviço da Palavra. Os mesmos catequistas poderão proclamar as leituras.

 

Antes de proclamar a Palavra pode-se o cantar o refrão orante: “A Palavra está perto de ti, em tua boca, em teu coração!”

Oração da Assembleia:

Elevemos ao Pai os nossos pedidos e cantemos: Vossa Igreja vos pede, ó Pai! Senhor, nossa prece escutai!”

- Senhor, dai-nos sabedoria para acolher os ensinamentos do vosso Filho Jesus e praticá-los fielmente com humildade e simplicidade no relacionamento com o próximo e na valorização dos trabalhos comunitários. Nós vos pedimos.

- Senhor, guiai-nos na vivência de nossa vocação batismal, nos serviços e ministérios de nossa comunidade. Nós vos pedimos.

- Senhor, abençoai todos os catequistas que hoje celebram o seu dia, para que, impulsionados pela força do Espírito Santo, se empenham em trabalhar com ardor pela vossa messe. Nós vos pedimos.

 

Presidente – Rezemos juntos a Oração do(a) Catequista.

Senhor, como os discípulos de Emáus, somos peregrinos. Vem caminhar conosco! Dá-nos teu Espírito, para que façamos da catequese caminho para o discipulado. Transforma nossa Igreja em comunidades orantes e acolhedoras, testemunhas de fé, de esperança e caridade. Abre nossos olhos para reconhecer-te nas situações em que a vida está ameaçada. Aquece nosso coração, para que sintamos sempre a tua presença. Abre nossos ouvidos para escutar a tua Palavra, fonte de vida e missão. Ensina-nos a partilhar e comungar do Pão, alimento para a caminhada. Permanece conosco! Faz de nós discípulos missionários, a exemplo de Maria, a discípula fiel, sendo testemunhas da tua Ressurreição. Tu que és o Caminho para o Pai. Amém.

Depois da Oração pós-comunhão levar a assembleia a cantar: “Enviai Senhor santos operários, para a vossa Messe, pois a Messe é grande Senhor e os operários são poucos!”

 

Neste momento a comunidade pode fazer uma breve e bonita homenagem aos catequistas.

A bênção final pode ser do seguinte modo:

Presidente – Concedei, ó Deus, aos vossos filhos e filhas a vossa proteção e a graça da humildade em suas vidas. Amém

- Colocai neles o vosso Espírito de amor e, imitando vosso Filho que veio para servir, vivam no serviço fraterno. Amém

- Fazei que se amem como irmãos e irmãs e vos busquem de todo coração através da Palavra e dos sacramentos. Amém

- E a bênção do Deus bondoso, Pai e Filho e Espírito Santo, desça sobre vós e convosco permaneça para sempre. Amém

Tendo-se preparado um recipiente com óleo perfumado, pode-se, aqui, realizar o envio dos(as) catequistas, rezando sobre eles e ungindo-os.

A despedida final pode ser a seguinte:

“Partilhem com humildade e simplicidade suas vidas na grande mesa da vida”. Ide em paz, o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

 

About these ads

~ por qualasuavocacao em 9 de julho de 2010.

12 Respostas to “LITURGIA AGOSTO- MES VOCACIONAL”

  1. MINHA VOCAÇÃO [E DE CATEQUISTA,A CATEQUESE É QUE ME MOTIVA PARA CONTINUAR TRABALHANDO NA IGREJA,ME IMPULSIONA PARA SER MAIS HUMANA, SER MAIS FIEL AO PROJETO DE AMOR DE CRISTO,SER CATEQUISTA É UM PRAZER QUE CONFORTA E ANIMA,AMO A CATEQUESE,SOU FELIZ POR SER CATEQISTA.

    • Que bom qd a gente consegue discernir a nossa vocaçao e coloca-la a serviço. PARABENS

    • Sou feliz por que sou catequista.As vezes a gente desanima ,mas sabwendo que Deus está sempre junto nos dando força, motivação,coragem para continuar, não consigo e digo:EIS ME AQUI SENHOR PARA SERVIR A TUA IGREJA, MAS ME AJUDE A LEVANTAR,NAS QUEDAS, NAS CRÍTICAS,NAS TENTAÇÕES.aMO O QUE FAÇO PORQUE EM PRIMEIRO LUGAR SOU APAIXONADÍSSIMA POR JESUS,MEU MESTRE DIVINO, AMO A MINHA IGREJA E ENFIM QUERO LEVARA OS MEUS JOVENS A FAZEREM UMA EXPERIÊNCIA DO CRISTO VIVO E RESSUSCITADO E LEVÁ-LOS AO SEU SEGUIMENTO COMO DISCÍPULOSE TWESTEMUNHOS FIÉIS POR ÀQUELE QUE POR AMOR DEU A SUA ÚLTIMA GOTA DE SANGUE POR CADA UM DE NÓS.nÃO DESANIMEMOS JAMAIS ,A IGREJA PRECISA DE NÓS. COM JESUS E MARIA.AMÉM
      LORI MILANI /IVOTI /RS

  2. GOSTARIA DE RECEBER ALGO NESTE eMAIL SOBRE: CELEBRA~ÇOES PARA O DIA DO CATEQUISTAE MENSAGENS.sOU CATEQUISTA E COORDENADORA DA MINHA PARÓQUIA E GOSTARIA DE FAZER UMA BONITA CELEBRAÇÃO/HOMENAGEM AOS MEUS CATEQUISTAS.
    PODEM ME ENVIAR TAMBÉM MENSAGENS SE TIVEREM. DESDE JÁ MEU MUITO OBRIGADO.COM JESUS E MARIA ILUMINADOS PELO ESPÍRITO SANTO.AMÉM
    CARINHOSAS SAUDAÇÕES
    LORI MILANI IVOTI RS

  3. Queridos Amigos do SAV da Arquidiocese de Mariana!
    Agradeço de coração os subsídios litúrgicos do Mês Vocacional. Como coordenadora da Equipe de Liturgia da minha paróquia, aproveitei as sugestões e passei-as para as diversas equipes de animação litúrgica das comunidades. Temos certeza que nossas Celebrações do mês de agosto serão mais animadas com estas sugestões. Que o Senhor e seu Espírito continuem inspirando e sustentando a linda missão da sua Equipe.
    Paz e Alegria no Cristo que nos une na missão de construir seu Reino.
    Ir. Mª Roselaine, SND

  4. FAÇO PARTE DA LITURGIA DE MINHA COMUNIDADES E EU PREPARO TODAS AS MISSAS OU CELEBRAÇÃO DA PALAVRA E MIM ENCANTEI COM ESTE SITE POIS ESTA MIM AJUDANDO MUITO A PREPARAR AS NOSSAS CELEBRAÇOES, MIM SINTO MUITO AGRACIADA POR dEUS POIS TODOS OS DIAS ELE MIM MOSTRA CAMINHOS PARA QUE POSSA SEMPRE PODER TRABALHAR PARA AS COISAS DO ALTO OBRIGADA CONTINUI NOS MOTIVANDO A SEMPRE TERMOS SUBSIDIOS NAS MAOS PARA FAZERMOS UMA BELISSIMA CELEBRAÇÃO, FIQUEM COM DEUS, E QUE NOSSA MÃE SANTÍSSIMA OS CUBRA COM O SEU MANTO SANTO.

    • quero ajuda para a Liturgia de setembro, precisso de ideias do mes da Bíblia para serem vivenciada en nossas celebrações, agradeço desde ja aguardo respostas fiquem com Deus e com o amor de Maria e São José.

  5. “De fato a colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam ao dono da messe que mande mais trabalhadores para fazer a colheita”
    (Mt 9,37-38).

  6. Como já disse alguns dias atrás, a litúrgia do mês de agosto excelente, bem objetiva.
    Agora gostaria da litúrgia do mês de setembro, sendo o mês da bíblia tem que ser bem preparada.
    Obrigado, Juliana

  7. estou esperando pela liturgia do mes de setembro anciosamente

  8. para este mes de outubro mes das missões ainda não tenho sugestões para a liturgia preciso de ajuda de vcsa agradeço desde ja fiquem com Deus e o amor de Matia e São José.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: